Notícia

Você sabia que sogra é para sempre?

Tags:
Publicado em: 1/02/2021
Compartilhe

Por: Leonardo Petró de Oliveira

Sogra é um tema que geralmente rende boas piadas, mas não pense que o título deste artigo é uma delas. Sogro e sogra é para sempre sim! Mas como é possível?

Juridicamente falando, é errado usar o termo “ex-sogra”. Quando ocorre o casamento (ou união estável) e os noivos resolvem juntar as escovas, cada um adquire a família do outro. Chamamos no Direito essa forma de “parentesco civil”.

Para entender melhor, nosso Código Civil, em seu artigo 1.593, estipula dois tipos de parentesco: o civil e o natural.

  • natural é o mais comum, que todo mundo já nasce participando dele. Ele é aquele dos pais e avós, avós e netos, irmãos, tios e os tios e sobrinhos.
  • Já o civil torna as pessoas que não possuem uma ligação biológica entre si em parentes, ou seja, voltando para o personagem principal do artigo, é o que possibilita que sua sogra seja sua parente (que bonito S2). Além de sogra e sogro, fazem parte dessa modalidade por exemplo cunhados e enteados.

Agora vamos imaginar que o casal decidiu que o melhor mesmo é se divorciar ou dissolver a união estável, realizar a divisão de bens e também eventual fixação de pensão alimentícia. Tudo estará resolvido e cada um seguirá seu caminho, certo? Correto, mas a sogra permanece como parente.

E se houver um segundo casamento, a sogra dessa nova união irá substituir a antiga? Não, de forma alguma. Se você vê problemas nisso, imagina a Gretchen que está no seu 17º casamento (pelo menos até o dia 13 de fevereiro de 2017, data de publicação deste artigo).

A explicação para isso está no artigo 1.595§ 2º, do Código Civil, determinando que “na linha reta, a afinidade não se extingue com a dissolução do casamento ou da união estável”. Traduzindo para o bom português. O parentesco em linha reta não acaba, ao contrário da linha colateral (cunhados). Você até pode acumular sogros, mas cunhados acaba com o divórcio.

Aproveitando, mas não menos importante, apesar dessa ligação eterna, o casamento de genro e sogra não é permitido, conforme o artigo 1.521II, do Código Civil.

Enfim, um assunto até certo ponto polêmico, mas que certamente pode gerar mais uma leva de piadas ao infindável estoque de piadas envolvendo a figura da sogra.

Fonte: Jusbrasil

Leia também

STJ: É ilícita prova obtida por meio de prints do WhatsApp Web
Notícia

STJ: É ilícita prova obtida por meio de prints do WhatsApp Web

A 6ª turma do STJ reconheceu que mensagens obtidas por meio do print screen da tela do WhatsApp Web devem ser consideradas provas ilícitas, e, portanto, desentranhadas dos autos. Para os ministros, eventual exclusão de mensagem enviada ou recebida não deixa vestígios,...

STJ proíbe implantação de embriões após morte de um do cônjuges
Notícia

STJ proíbe implantação de embriões após morte de um do cônjuges

Em votação de 3 a 2, ministro fixaram que a implantação necessita de manifestação inequívoca, expressa e formal do cônjuge falecido A 4ª turma do STJ fixou, nesta terça-feira, 8, a impossibilidade de implantação de embriões após morte de um do cônjuges sem...

Pandemia leva famílias a planejarem sucessão de bens de forma prática
Notícia

Pandemia leva famílias a planejarem sucessão de bens de forma prática

Aumento no número de mortes no país, causadas pela pandemia do novo coronavírus, tem levado famílias a planejarem o legado dos bens para as futuras gerações. Registros em cartórios aumentaram mais de 130% ao longo do ano passado A pandemia do novo coronavírus fez o...