Notícia

Deferimento automático de pedidos de parcelamento de débitos de ITCMD

Tags:
Publicado em: 8/10/2020
Compartilhe

Os valores devidos a título de ITCMD poderão ser divididos em até 12 parcelas mensais e consecutivas, com valor mínimo de R$ 828,30, equivalente a 30 UFESP

Em 30/9/20 teve início o deferimento automático dos pedidos de parcelamento dos débitos de Imposto sobre a Transmissão Causa Mortis e Doação (“ITCMD”), referentes a doações e inventários extrajudiciais, cujos valores não sejam superiores a R$ 5.522.000,00 (cinco milhões, quinhentos e vinte e dois mil reais), equivalente a 200 mil UFESP.

Os valores devidos a título de ITCMD poderão ser divididos em até 12 parcelas mensais e consecutivas, com valor mínimo de R$ 828,30 (oitocentos e vinte e oito reais e trinta centavos), equivalente a 30 UFESP.

A adesão ao programa de parcelamento pode ser realizada perante o portal da Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, com a utilização dos dados cadastrais do Programa da Nota Fiscal Paulista, sendo disponibilizadas ao contribuinte algumas funcionalidades como simulação dos valores das parcelas e impressão dos boletos mensais.

Por sua vez, pedidos de parcelamento de débitos de ITCMD referentes a (I) declarações de arrolamento, (II) inventário judicial, (III) doação judicial ou (IV) débitos superiores a R$ 5.522.000,00 (cinco milhões, quinhentos e vinte e dois mil reais), continuarão sujeitos ao respectivo protocolo perante a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo para fins de deferimento pela autoridade fiscal.

Por fim, destaca-se que a legislação do Estado de São Paulo exige a comprovação da quitação do ITCMD para fins de lavratura de atos, registros e averbações perante os Tabelionatos de Imóveis.

Fonte: Migalhas

Leia também

Como realizar o processo de usucapião via cartório
Notícia

Como realizar o processo de usucapião via cartório

Usucapião é uma ferramenta jurídica destinada à aquisição de algum bem móvel ou imóvel, por meio da posse prolongada do mesmo. Para que isso seja viável, é essencial que a utilização desse bem seja de forma pacífica e dócil, sem nenhuma contestação sobre o uso da...

COM PANDEMIA, PLANEJAR SUCESSÃO PODE EVITAR DOR DE CABEÇA
Notícia

COM PANDEMIA, PLANEJAR SUCESSÃO PODE EVITAR DOR DE CABEÇA

O alto número de mortes por conta da pandemia joga luz na discussão sobre transmissão da herança e importância do planejamento dessa questão no âmbito familiar. “Muitos não lidam bem com os aspectos práticos da morte. Conhecer o caminho e planejar-se de forma eficaz...

Diferenças entre inventário e arrolamento
Notícia

Diferenças entre inventário e arrolamento

O inventário é aberto quando ocorre o falecimento de uma pessoa física, tendo como objetivo a descrição de todos os bens e direito que serão partilhados para aqueles que legalmente têm direito.  Desta forma podemos dizer que o Inventário tem a...